Menu

Aprofundamento da Fé

     Catequese
     Alicerce

Celebração da Fé

     Liturgia

Missão

     Conselho Pastoral
     Gestão da Casa
     Missões
     Cultura

Outras Opções

     Links
     Sugestões
     Envio de Notícias
     Livro de Visitas

Liturgia
Leituras de Sexta-feira, 28 de Novembro 2014


Sexta-feira da 34ª semana do Tempo Comum

Livro do Apocalipse 20,1-4.11-15.21,1-2.

Eu, João, vi, depois, um anjo que descia do céu. Trazia na mão a chave do Abismo e uma grande corrente.
Agarrou o Dragão, a Serpente antiga, que também se chama Diabo ou Satanás: prendeu-o por mil anos
e lançou-o no Abismo que depois fechou e selou, para que ele não mais enganasse as nações, até que se completassem mil anos. Depois deste período, o Diabo deve ser solto por algum tempo.
Vi também alguns tronos; e aos que neles estavam sentados foi dado o poder de julgar. Vi ainda as almas dos que foram decapitados pelo testemunho de Jesus e pela Palavra de Deus, os quais não adoraram a Besta, nem a sua estátua, nem trouxeram na fronte ou na mão o sinal da Besta. Eles reviveram e reinaram com Cristo durante mil anos.
Depois, vi um trono magnífico e branco e alguém sentado nele. Os céus e a terra fugiram da sua presença e desapareceram definitivamente.
Vi também todos os mortos, grandes e pequenos. Estavam diante do trono; e foram abertos uns livros. Foi aberto também um outro livro, que é o livro da Vida. Os mortos foram julgados segundo aquilo que estava escrito nos livros, segundo as suas obras.
O mar devolveu os mortos que nele havia, a Morte e o Abismo entregaram também os seus mortos, e cada um foi julgado segundo as suas obras.
Então, a Morte e o Abismo foram lançados no lago de fogo. Este lago de fogo é a segunda morte.
E todos os que não foram encontrados escritos no livro da Vida foram lançados no lago de fogo.
Vi, então, um novo céu e uma nova terra, pois o primeiro céu e a primeira terra tinham desaparecido e o mar já não existia.
E vi descer do céu, de junto de Deus, a cidade santa, a nova Jerusalém, já preparada, qual noiva adornada para o seu esposo.

Da Bíblia Sagrada - Edição dos Franciscanos Capuchinh

Livro de Salmos 84,3.4.5-6a.8a.

A minha alma suspira
pelos átrios do Senhor;
o meu coração e a minha carne
cantam de alegria ao Deus vivo!

Até as aves do céu encontram abrigo
e as andorinhas um ninho para os seus filhos,
junto dos vossos altares, Senhor dos Exércitos,
meu rei e meu Deus.

Felizes os que moram em tua casa:
podem louvar-te continuamente.
Felizes os que em ti encontram a sua força,
e os que desejam peregrinar até ao monte Sião.

Prosseguem de bens em bens,
e Deus lhes aparecerá em Sião.

Da Bíblia Sagrada - Edição dos Franciscanos Capuchinh

No Text
Da Bíblia Sagrada - Edição dos Franciscanos Capuchinh

Evangelho segundo S. Lucas 21,29-33.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos a seguinte parábola: «Reparai na figueira e nas restantes árvores.
Quando começam a deitar rebentos, ao vê-los, ficais a saber que o Verão está próximo.
Assim também, quando virdes essas coisas, conhecereis que o Reino de Deus está próximo.
Em verdade vos digo: Não passará esta geração sem que tudo se cumpra.
O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão-de passar.»

Da Bíblia Sagrada - Edição dos Franciscanos Capuchinh

Da Bíblia Sagrada

Comentário ao Evangelho do dia feito por: São Gregório Magno (c. 540-604), papa e doutor da Igreja «Conhecereis que o Reino de Deus está próximo»

Hoje a Igreja celebra: Santa Catarina Labouré, religiosa, +1876


Para saber mais, ter acesso a outras leituras ou receber todas as manhã o Evangelho por correio electrónico, visite: www.evangelhoquotidiano.org

Voltar para a página anterior